A História do Golfe

As origens do golfe não são perfeitamente conhecidas. Alguns historiadores atribuem sua origem a um jogo denominado “Paganica”, jogado no Império Romano. Outros, falam do "Cambuca", jogo praticado em Inglaterra, no século XIV.

Outra corrente ainda defende que a origem do golfe decorre da evolução de um jogo praticado no gelo, denominado "Kolven", que os holandeses levaram para a Escócia no tempo do comércio das especiarias.

É na Escócia que existe a mais antiga prova escrita da existência do golfe, quando o Rei Jaime II, em 1457, decidiu proibir o jogo por considerar que este prejudicava o treino militar necessário à defesa do reino, contra os ingleses. A proibição oficial só foi revogada em 1502, na assinatura do tratado de Glasgow, por Jaime IV (Jaime I da Inglaterra).

A palavra golfe provém do inglês golf que, por sua vez, vem do alemão kolb, que significa taco.

As regras do golfe, tal como são conhecidas hoje, foram definidas no século XVIII, no ano de 1744, na cidade de Edimburgo, na Escócia. Em 17 de março de 1744, o Conselho da cidade de Edimburgo doou um taco de prata para ser disputado anualmente no Links of Leith. Um cirurgião, John Ratray foi o campeão do primeiro torneio oficial de que se tem registro e recebeu a nomeação "Captain of Golf", cabendo-lhe resolver as questões relativas às regras do esporte, até então variáveis conforme a região.

Para esse torneio, aberto a golfistas da Inglaterra e Irlanda, foi elaborado um pequeno regulamento do jogo.

Só dez anos mais tarde, em 1754, um grupo de golfistas em Saint Andrews daria a redação definitiva às regras de Edimburgo, publicando uma relação de 13 ítens que formam a base das 37 hoje existentes.

Até 1759, a modalidade "match play'' foi a única forma de disputa do golfe. Nesse ano, os membros da Society of Saint Andrews Golfers organizaram o primeiro torneio na modalidade "stroke-play'', que viria a se firmar apenas a partir de 1848, quando a antiga bola de couro e penas foi substituída pelas moldadas em guta-percha, sumo extraído de uma árvore malaia, que se solidifica ao secar.

Este tipo de bola deu novo impulso ao golfe moderno, permitindo inclusive o surgimento dos primeiros profissionais do esporte.

As bolas passaram por nova evolução em 1899, com a invenção da bola com núcleo de borracha.

Em 1902, finalmente, chegou-se à bola de três componentes, que permanece até hoje com poucas modificações: um núcleo de borracha sólida envolto por tiras de elástico sob tensão e coberto por fina camada de guta-percha pintada de branco.

Com a nova bola, a precisão e a eficiência das tacadas aumentaram muito, obrigando à ampliação dos campos de golfe existentes. Assim, os campos que tinham cerca de quatro quilômetros de percurso, foram ampliados para seis quilômetros. Em 1922, a United States Golf Association padronizou pela primeira vez as medidas da bola de golfe: não deve ter menos de 1,68 polegada de diâmetro (4,26 cm), não deve pesar mais de 1.62 onça (43,23 g) e não pode ultrapassar os 250 pés por segundo (76,2 m) nos testes de velocidade inicial.

 

1 1